RAL - Relatório Anual de Lavra

» Seja bem vindo ao RAL Web

 
A Portaria nº155 do Diretor-Geral do DNPM, de 12 de maio de 2016, estabelece os procedimentos para apresentação do Relatório Anual de Lavra (RAL) por meio eletrônico.

PRAZOS

De acordo com esta portaria, os prazos para envio do RAL, são os seguintes: - até o dia 15 (quinze) de março de cada ano: manifesto de mina, decreto de lavra, portaria de lavra, grupamento mineiro, consórcio de mineração, registro de licença com plano de aproveitamento econômico aprovado pelo DNPM, permissão de lavra garimpeira, registro de extração e áreas tituladas com guia de utilização; e - até o dia 31 (trinta e um) de março de cada ano: registro de licença sem plano de aproveitamento econômico aprovado pelo DNPM.

ENTREGA

Todos os titulares ou arrendatários de títulos de lavra e de guias de utilização, independente da situação operacional das respectivas minas (em atividade ou não), deverão apresentar ao DNPM relatório anual de lavra – RAL relativo a cada processo minerário de que são titulares ou arrendatários na forma e prazo estabelecidos nesta Portaria. Os títulos de lavra e as áreas tituladas objeto de guia de utilização vigentes em um dado ano-base de um mesmo titular ou arrendatário, deverão ter as suas informações e dados declarados em um único RAL. Na hipótese prevista no caput deste artigo, cabe ao declarante indicar, no campo específico do RALweb, todos os processos minerários definidos no artigo 68 desta Portaria, sob pena de se considerar não apresentado o RAL relativo ao(s) processo(s) minerário(s) faltante(s) O declarante que omitir informação ou prestar declaração falsa no RAL ficará sujeito às sanções previstas em lei A não apresentação do RAL ou a sua apresentação fora do prazo estabelecido no artigo 70 constitui infração à legislação mineral, sujeitando os inadimplentes às sanções cabíveis, inclusive à aplicação de multa por cada processo minerário de que são titulares ou arrendatários. Será considerado como entregue o RAL que tiver sua situação alterada de “Em elaboração” para “Enviado” e, consequentemente, gerado o numero de protocolo do recibo de entrega.

ACESSO E PREENCHIMENTO

O sistema deve ser acessado através de um navegador web (browser), sendo compatível com os navegadores Microsoft Internet Explorer (versões 7 ou superiores), Mozilla Firefox (versões 5.0.1 ou superiores) e Google Chrome (Versão 55.0.2883.87m ou superiores). Eventuais atualizações dos navegadores podem interferir no funcionamento do aplicativo. Nesse caso solicitamos ao usuário que entre em contato com o DNPM (guia “contatos”).

COMO OBTER ACESSO AO RAL WEB

Para acessar o Aplicativo RALweb o usuário deverá, obrigatoriamente, estar cadastrado no CTDM. Clicando aqui o usuário terá acesso à tela de autenticação do sistema. O usuário deve informar seu CPF ou CNPJ e sua senha de acesso cadastrada no Cadastro de Titulares de Direitos Minerários (CTDM). Para evitar contratempos e aborrecimentos de última hora, o DNPM recomenda aos usuários fazer o cadastro ou a atualização cadastral no CTDM, antecipadamente.

COMO CADASTRAR-SE NO CTDM

O usuário deverá acessar a página do DNPM na Internet e preencher a ficha cadastral, conforme dispõe o anexo I da Portaria nº 155, de 11 de maio de 2006, que instituiu o Cadastro de Titulares de Direitos Minerários (CTDM).
Inicialmente verifique se já possui cadastro clicando aqui. Preencha o CNPJ ou CPF e acione o botão "Verificar CNPJ/CPF". Se já houver cadastro para o número informado, a senha será solicitada. Se não houver, a ficha cadastral será disponibilizada para preenchimento. Ao concluir o cadastramento eletrônico, o interessado deverá imprimir o formulário e apresentá-lo, no prazo de até 30 (trinta) dias, no protocolo de qualquer Superintendência ou da sede do DNPM.
No ato de apresentação do requerimento de cadastro no DNPM, o servidor do protocolo conferirá a documentação e, estando completa, adotará as seguintes providências:
- em se tratando de pessoa jurídica que não tenha processo de registro de empresa no DNPM, efetivará o protocolo e a validação do requerimento de cadastro, para fins de formação do respectivo processo, com a automática liberação da senha do interessado para acesso ao sistema de pré-requerimento;
- se pessoa jurídica que tenha processo de registro de empresa no DNPM, efetivará o protocolo e a validação do requerimento de cadastro, para fins de juntada ao respectivo processo, com a automática liberação da senha do interessado para acesso ao sistema de pré-requerimento; e
- caso seja entidade ou órgão público, validará o requerimento de cadastro e devolverá a documentação ao portador, liberando no sistema a senha para acesso ao sistema de pré-requerimento.

DÚVIDAS SOBRE SENHA DE ACESSO E FICHA CADASTRAL

Em caso de dúvidas ou problemas com senha, orientamos que leiam as informações disponíveis no PORTAL DE OUTORGA > FICHA CADASTRAL. Após lido os procedimentos de recuperação de senha, alteração de dados e de e-mail, se ainda restar dúvidas favor entrar em contato pelo endereço eletrônico dgtm.atendimento@dnpm.gov.br comunicando número do processo minerário e CPF/CNPJ do titular.

RESPONSÁVEIS TÉCNICOS

Os responsáveis técnicos também devem estar cadastrados no CTDM para terem acesso ao RAL Web. Ao autenticar-se no sistema, o responsável terá acesso aos RALs em que for responsável e a todos aqueles que ele declarar. Uma vez declarado o responsável técnico de um RAL, somente a empresa titular, usando o CNPJ para entrar no sistema, poderá alterá-lo. O trabalho técnico de elaboração do RAL deverá ser confiado a um profissional legalmente habilitado ao exercício da profissão e deverá ser objeto de anotação de responsabilidade técnica – ART própria, consoante exigido pela Lei nº 6.496, de 7 de dezembro de 1977, observadas as características dos empreendimentos mineiros envolvidos e o grau de complexidade das operações de lavra e beneficiamento neles presente e as regulamentações específicas dos Conselhos Regionais de Engenharia e Agronomia – CREA’s, no que couberem.

CADASTRO DE FILIAIS

As pessoas jurídicas declarantes de RAL que tenham diferentes CNPJ para as unidades da federação onde operam (matriz e filiais) poderão optar por fazer a entrega desmembrada do RAL para cada um dos CNPJ, sendo esta a opção recomendada pelo DNPM.

CADASTRO DE BARRAGENS

Em cumprimento a Lei nº 12.334, de 20 de setembro de 2010, o empreendedor fica obrigado a declarar todas as barragens/reservatórios de acúmulo de rejeitos em construção, em operação e desativadas.

ANOS ANTERIORES

O sistema permanecerá disponível durante todo o ano para preenchimento, entrega, retificação e visualização de todos os anos-bases anteriores (desde 2001).

APLICATIVOS DESKTOP DE ANOS ANTERIORES

Para fazer o download dos aplicativos desktop utilizados em anos anteriores, clique aqui. Estes aplicativos não fazem mais a transmissão de RALs.

CONTATOS

Em caso de problemas no programa (software), favor entrar em contato com a equipe de informática através do e-mail ral@dnpm.gov.br (incluir as evidências do erro, print screen da tela, CNPJ/CPF do RAL em questão).

Em caso de dúvidas quanto ao preenchimento ou sugestões, acesse o link com os responsáveis pelo atendimento em cada Superintendência.
Contatos Superintendências


    Clique aqui para acessar o RAL Web

Atenção: O formato das informações geográficas foi alterado. As coordenadas deverão ser informadas no formato XX°XX'XX"XXX